Discos digitalizados

(EM CONSTRUÇÃO)

Gravações mecânicas

Gravações mecânicas são aquelas realizadas sem uso de microfone elétrico. No Brasil o período em que esta tecnologia foi usado para gravar discos foi de 1902 a julho de 1927.

Casa Edison (1902-1927)

Zonophone X-618 - Caluda JoséA Casa Edison, do Rio de Janeiro, fundada por Fred Figner,  foi a pioneira em gravar discos no Brasil.  De 1902 a 1904 lançou discos com o selo Zon-O-Phone e a partir de 1904 começou a lançar discos com o selo Odeon.

A Casa Edison lançou a maior parte dos discos da fase de gravações mecânicos no Brasil, com algo próximo de seis mil fonogramas lançados.

Zon-O-Phone (1902-1904)

  1. Zon-O-Phone X-609. A flauta (cançoneta), intérprete Bahiano
  2. Zon-O-Phone X -618. Caluda José (cançoneta), intérprete senhorita Odete
  3. Zon-O-Phone X-540. Perfeitamente (cançoneta), intérprete ator Lino
  4. Zon-O-Phone X-679. Feijoada (cançoneta), intérprete Bahiano & Consuelo
  5. Zon-O-Phone X-712. Embarca morena, intérprete Campos

Odeon (1904-1927)

  1. Odeon 40.012. Zamacueca – solo de violino
  2. Odeon 40.012. Perdoa (modinha), intérprete Mário Pinheiro
  3. Odeon 40.047. Só para moer, intérprete Pattapio Silva (solo de flauta)
  4. Odeon 40.100. Albertina (valsa), intérprete Mário Pinheiro
  5. Odeon 40.137 (matriz Rx-I). Morena do Rio, intérprete Mário Pinheiro
  6. Odeon 40 509. Meu mistério (modinha), intérprete Mário Pinheiro
  7. Odeon 40.653. Caridade (no selo do disco consta como modinha, na introdução falada do disco como fado), intérprete Mário Pinheiro
  8. Odeon 10.027. Flor amorosa, intérprete Irmãos Eymard
  9. Odeon 10.029. Bellinha (valsa), intérprete Irmãos Eymard
  10. Odeon 108.645. Noiva do Sargento (valsa), autor Irineu de Almeida, intérprete Banda do Escudero
  11. Odeon 137.012. Minha Caraboo (Amor de uma princesa), letra brasileira de Alfredo Albuquerque para a canção de Sam Marshall, intérprete Orestes de Matos
  12. Odeon 120.308. Severino Marques,  dobrado cantado de Antenor de Oliveira, pelo Ameno Resedá
  13. Odeon 120.310. Nunes Leite (dobrado cantado), autor Antenor de Oliveira, intérprete Ameno Resedá
  14. Odeon 121.323. Desabafo carnavalesco (samba), intérprete Eduardo das Neves
  15. Odeon 121.322. Pelo telefone (samba carnavalesco), intérprete Bahiano
  16. Odeon 121.974. Ai Amor (marcha carnavalesca), autor Freire Junior, intérprete  Bahiano
  17. Odeon 121.975. Bumba meu boi, samba carnavalesco de Freire Junior, cantado pelo Bahiano

  18. Odeon 122.842. Os passarinhos da Carioca (marcha), autor Luís Nunes Sampaio (Careca), intérprete Fernando, com acompanhamento da Jazz Band Sul Americana de Romeu Silva
  19.  Odeon 122.843. Escorregando (maxixe), autor Ernesto Nazareth, intérprete Jazz-Band Sul Americana de Romeu Silva
  20. Odeon 122.932. Marcha triunfal brasileira, solo de violão, intérprete Américo Jacomino (Canhoto)
  21. Odeon 122.933. Abismo de rosas, solo de violão, intérprete Américo Jacomino (Canhoto)
  22. Odeon 122.942. Zizinha (macha), autor José Francisco de Freitas (Freitinhas), intérprete Fernando e coro, com acompanhamento da Jazz Band Sul-Americana de Romeu Silva
  23. Odeon 122.943. Dá-me um beijo (canção), intérprete Fernando, acompanhado pela  Jazz-Band Sul Americana de Romeu Silva. Esta música fez parte da revista “Comidas meu Santo”
  24. Odeon 122.962. Canção do Cego (modinha), autor Catulo da Paixão Cearense, intérprete Patrício Teixeira
  25. Odeon 122.964. Bem te vi (modinha), autor Catulo da Paixão Cearense, intérprete  Patrício Teixeira
  26. Odeon 122.976. Morena do sertão, Modinha de Freire Junior cantado por Pedro Celestino, com acompanhamento da Jazz Band Sul-Americana Romeu Silva
  27. Odeon 122.977. Eu vi Lili (marcha), José Francisco de Freitas (Freitinhas), intérprete Pedro Celestino, acompanhamento da Jazz Band Sul-Americana Romeu Silva
  28. Odeon 123.060. Sombra do passado (tango argentino), autor Donga
  29. Odeon 123.298. Carinha de bebê, fox-trot cantado por Oscar Pereira Gomes
  30. Odeon 123.299. Cunhaçam (cateretê), autor Sebastião Santos Neves, intérprete Francisco Alves, acompanhado pela Orquestra Pan American do Cassino de Copacabana

Odeonette (1927)

A série Odeonette da Casa Edison foi lançada no primeiro semestre de 1927. Os discos tinham apenas 15 cm de diâmetro.

odeonete-113-2
Odeonete 119
  1. Odeonette 101a (matriz 101). Braço de cera, marcha de Nestor Brandão, por Francisco Alves.
  2. Odeonette 113b. Lúcio polka, de Lúcio Chamek, pelo Grupo dos sete gatos. Este disco consta como uma lacuna na discografia da Funarte.
  3. Odeonette 113a. Sou da fuzarca, choro, com Grupo dos sete gatos.
  4. Odeonette 119b (matriz 30, reedição do Odeonette 111). O cantor de jazz, fox trot de Freire Junior, por Francisco Alves.
  5. Odeonette 119a (matriz 29, relançamento da gravação do Odeonette 111). Seu Julinho vem, marcha de Freire Junior, com Francisco Alves

 

Casa Faulhaber (1910-1913)

  1. Disco Faulhaber 21.702 - A minhas - CopiaFavorite 1-450.002. Nhonho em sarilho (polca), intérprete Choro Carioca
  2. Favorite 1-450.006. São João debaixo d’água, intérprete Choro Carioca (supostamente a primeira gravação de Pixinguinha, feita em maio de 1911)
  3. Favorite 1-450.022. Grupo dos Correctos (choro), intérprete Grupo do Malaquias
  4. Favorite 1-454 031. Qualquer cousa, Irineu de Almeida (solo de oficleide)
  5. Favorite 1-454.037. Flauzina (choro), autor e intérprete Pedro Galdino, acompanhamento Pessoal do Bloco
  6. Favorite 1-454.044. Lembrança da Ilha do Governador, autor e intérprete Pedro Galdino, acompanhamento Pessoal do Bloco
  7. Favorite 1-455.023. A flor que tu me deste (modinha), intérprete Arthur
  8. Favorite 1-455.032. Minha vida (modinha), intérprete Arthur
  9. Favorite 1 – 455.077. Amor ingrato (modinha), autor e intérprete Neco, com acompanhamento de violão
  10. Favorite 1-455.082. Meu coração está ferido (modinha) intérprete Neco
  11. Favorite 1-455.085. Sou infeliz (modinha), intérprete  Neco
  12. Favorite 1-455.163. Amar e ser constante (modinha), intérprete Neco
  13. Favorite 1-457.016. A moreninha do sertão, intérprete Souza. Também gravado no disco Phoenix 14, intérprete artistas da Casa A Electrica.
  14. Favorite 1-459.012. Minha namoradinha (lundu), intérpretes Zeca & Florisbella

Disco Brazil (1911-1914)

  1. Disco Brail 70.136 - Longe da pátria - CopiaDisco Brazil 70.100. Santos Dumont, pelintérprete Banda Carioca
  2. Disco Brazil 70.421. Serenata D’Ambrozio, Caintérpretes Cardoso de Meneses Filho e Arthur Camillo.(violino e piano)

 

 

 

 

Casa A Electrica

Disco Gaucho

  1. Gaucho 4.040 (matriz 1.271). Por causa de mecê! Samba de Alberto Eggers, intérprete Grupo Sulferinos
  2. Gaucho 4.008 (matriz 1.263). Vamo Maruca, vamo (samba), autor Juca Castro. Lançado em por volta de 1915
  3. Gaucho 4.040 (matriz 1.271). Ya yá me diga (samba), autor Raul Moraes, intérprete Geraldo Magalhães. Lançado aparentemente em 1915

Disco Apollo

ODisco Apollo 12583s discos Apollo  aparentemente traziam relançamentos de discos gravados na fase inicial da Casa A Electrica. Possuiam 25 cm de diâmetro e eram gravados em ambos os lados.

  1. Disco Apollo 70.537Bella Cachoeirense (polca), autor Pedro Correa Borges
  2. Disco Apollo 12.518. Um choro (polca), intérprete Quarteto da Casa
  3. Disco Apollo 70.520.  Choro Rio-grandense (polca), autor Pedro Borges
  4. Disco Apollo 12.583O Leonetti, polca executada pelo Quarteto da Casa

Disco Phoenix

  1. Phoenix 15Desordem num café cantante (cômico), intérprete artistas da Casa A Electrica.
  2. Phoenix 15Farra n’um hotel (cômico), intérprete artistas da Casa A Electrica
  3. Phoenix 2020 (matriz 2001-1). Flor do abacate (polca), autor Álvaro Sandim, intérprete Banda da Casa Phoenix.
  4. Phoenix 70.640. Os 1.400, cançoneta aparentemente pelo Claudino

Columbia (1908-1912)

  1. Columbia 11.738 - Sinos de Corneville - CopiaColumbia Brazileiro 11.732. Não perguntes (canção), intérprete Pepa Delgado
  2. Columbia B194 (11.957). Rio-grandense, solo de violão, intérprete A. Palmieri
  3. Columbia B721 (matriz 11.773). Atraente (polca), autor Chiquinha Gonzaga intérprete Grupo Chiquinha Gonzaga

 

 

 

Gravações estrangeiras

Victor argentina – Oito Batutas (1923)

  1. Victor 73.835A. Vitorioso (marcha), autor Gaudio Viotti, intérprete Oito Batutas
  2. Victor 73.835B. Até a volta (tango), autor Marcelo Tupinambá, intérprete Oito Batutas

Outras músicas brasileiras em discos estrangeiros

  1. Polydor 47.231, lado B, ALEMANHA. A casinha pequenina, de Ernani Braga cantada por Cristina Maristany, acompanhada ao piano por Gehard Puchelt
  2. Polydor 47.231, lado A, ALEMANHA. Quem sabe? Canção de Carlos Gomes e Bittencourt Sampaio, cantada pelo Cristina Maristany com acompanhamento de Gerhard Puchelt.
  3. Homocord P. 4-21.228 (matriz A 23.112 r). PORTUGAL. Pinta, pinta melindrosa – de Freire Junior, por Raul de Lacerda.
  4. Gramophone 7-62191 – R, Bb 13922, FRANÇA. Armand Crabbé (Bruxelas, 23 de Abril de 1883, — Bruxelas, 24 Julho de 1947), de La Monnaie de Bruxelas e Teatro Colón de Buenos Aires. Orquestra dirigida por Georges Byng.
  5. Victor 35.375 – A. Dengoso, maxixe de Ernesto Nazareth pela Victor Military Band

Gravações portuguesas

  1. Disco Favorite 1-48.501. Disco Reclame. Embora no selo conste que este disco é uma gravação da Casa Faulhaber, Rio de Janeiro (em 1911), a gravação muito provavelmente é portuguesa

Outros discos estrangeiros

  1. Jumbo Record 42.913. Os fantoches, solo de flautim, intérprete Mr Pauquet
  2. Jumbo 42.914. Olhar inocente (polca), solo de flautim, intérprete Mr. Pauquet
  3. Berliner 54.124. Rivedrai le foreste imbalsamate (Aida, de Verdi), intérprete Moreo Enrico & Ramona Galan.
  4. Disco Berliner 52.546. Pura siccome un angelo, Traviata de Verdi, intérprete  Moreo Enrico.
  5. Victor Monarch 109. Nearer my God to thee, intérprete quarteto vocal  Haydn Quartet, segundo a Discography of American Historical Recordings (http://adp.library.ucsb.edu/index.php/basic/index) em 13 de novembro de 1901.

Gravações elétricas (1927-1964)

Odeon

  1. Odeon (matriz 3097-1). Um bão conseio! (tango brasileiro), autor Dr Annibal Duarte, intérprete Francisco Alves Disco fabricado especialmente para a Casa Pereira Carneiro e Companhia Limitada. O lançamento aparentemente foi em 1930
  2. Odeon (matriz 3113). Cuéra (tango), autor Ernesto Nazareth, acompanhamento Orquestra Pan American. Disco fabricado especialmente para a Casa Pereira Carneiro e Companhia Limitada. Lançado aparentemente em 1930

Victor

  1. Victor 33.573 B. Vi o pombo gemê, batucada, de João da Bahiana, Pixinguinha & Donga, pelo Grupo da Guarda Velha & Francisco Senna.
  2. Victor 33.573Xou kuringa (macumba), autor João da Bahiana, Pixinguinha & Donga, intérprete Grupo da Guarda Velha & Francisco Senna.
  3. Disco de prova da Victor, matriz 65.555, Guasca Velho (rancheira),  autor Zeca Ivo, intérprete Cesar Pereira Braga. Gravada em 15 de julho de 1932 e lançada no disco Victor 33.678 em julho de 1933.

Brunswick (1929-1931)

  1. Henrique BrittoBrunswick 10.087 (matriz 421). Sonho Havanez (fox-trot),  autr e intérprete Henrique Britto (solo de violão) lançado em Setembro de 1930.
  2. Brunswick 10.087 (matriz 411). Lourdes, solo de violão por Henrique Brito, lançado em Setembro de 1930.

 

 

 

Parlophon (1928-1932)

  1. Selo do disco Palophon 13.089 com a gravação de Na Pavuna   pelo Bando dos Tangarás (Coleção do  autor)Parlophon 13.123a. Nós dois (cataretê), autor e intérprete Glauco Vianna (solo ao violão), acompanhamento Hélio Medeiros. Lançado em março de 1930
  2. Parlophon 13.123aParlophon (marcha), autor e intérprete  Glauco Vianna (solo de violão), acompanhado Hélio Medeiros. Lançado em março de 1930
  3. Parlophon 13.127bCrepúsculo (valsa), autor e intérprete  Henrique Britto (em solo de violão). Lançado em Abril de 1930
  4. Parlophon 13.127Yankite (black botton), autor e intérprete Henrique Britto (solo de violão). Lançado em Abril de 1930

 

Anúncios