A Discografia Brasileira – 78 rpm e a página 54 do Catálogo da Casa Edison de 1902

Em 1982, foi publicada a Discografia brasileira – 78 rpm, organizado por Alcino Santos, Grácio Barbalho, Jairo Severiano e Nirez. Um trabalho monumental que, em cinco volumes, lista dados sobre a imensa maioria dos discos de 78 rpm prensados ou gravados no Brasil entre 1902 e 1964. Este trabalho, publicado pela Funarte, inaugurou novos caminhos para o estudo das discografias de artistas brasileiros e mesmo da história em geral da música brasileira.

Discografia Brasileira 78 rpm - capa do volume I
Capa do primeiro volume da Discografia brasileira – 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982

O primeiro volume desta obra trás os discos gravados por meios mecânicos, fabricados entre 1902 e 1927. Este período coincide com a época de consolidação de gêneros que vieram a ser predominantes na música brasileira ao longo do século XX, como o samba e o choro, e, por outro lado, da quase extinção dos gêneros que dominaram o cenário da música urbana no Brasil por muito tempo, especialmente modinhas e lundus.  Por representar registros deste período de transição, os discos mecânicos são de grande interesse.

Zonophone X-618 - Caluda José
Selo de um disco Zon-o-phone, lançados no Brasil pela Casa Edison entre 1902 e 1904

Aqui trago uma descoberta que representa um acréscimo bem importante à Discografia brasileira – 78 rpm, especificamente relacionada aos discos Zon-o-phone, que foram os primeiros lançados no Brasil, entre 1902 e 1904, pela Casa Edison do Rio de Janeiro. Embora esta descoberta com certeza tenha sido feita independentemente por diversas pessoas em épocas distintas, acredito que seja interessante mencionar e divulgar neste espaço, principalmente considerando a escassez de dados sobre discos de 78 rpm brasileiros circulando na internet.

A Discografia lista 148 fonogramas em selo Zon-o-phone retirados do primeiro catálogo de discos da Casa Edison, publicado em 1902. O repertório é basicamente de modinhas, cantado pelo Bahiano e pelo Cadete.

Acontece que no exemplar que os autores da Discografia examinaram, ao que tudo indica, faltava uma página – a página 54. E nesta página há uma relação de 48 fonogramas executados pela Banda do Corpo de Bombeiros, sob regência do maestro Anacleto de Medeiros, nenhum deles listados na Discografia.

É importante observar que o disco Zon-o-phone 10.187, com o hino nacional brasileiro, foi lançado em duas versões, uma pela Banda da Casa Edison e outra pela Banda do Corpo de Bombeiros. Este fonograma é citado na Discografia sendo executado pela Banda da Casa Edison.

Também vale lembrar neste momento que a Banda da Casa Edison era aparentemente composta por elementos da Banda do Corpo de Bombeiros.

Abaixo uma reprodução da página 54 do Catálogo da casa Edison de 1902:

Catálogo da Casa Edison 1902 - p. 54

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s